É preciso procurar um especialista para se exercitar ao ar livre

É preciso procurar um especialista para se exercitar ao ar livre

Você sabia que as doenças relacionadas ao sedentarismo são responsáveis por quase meio milhão de mortes por ano só no Brasil?

Esses dados são da a Organização Mundial da Saúde (OMS), que alerta que diante de uma rotina complicada, falta de infraestrutura dos parques e ambientes públicos, segurança e deslocamento, muitas pessoas não conseguem se exercitar o suficiente para manter a saúde.

Segundo a OMS, no mundo, cinco milhões de pessoas morrem por doenças causadas por falta de atividades físicas. O diretor científico da Socesp explica que é preciso combater os fatores de risco para diminuir esses números. A prática de atividades físicas reduz a obesidade e auxilia na prevenção de doenças cardiovasculares.

E ainda segundo a Organização os exercícios aeróbicos, como a corrida, são os mais indicados para combater as doenças relacionadas ao sedentarismo, e apenas trinta minutos de exercícios por dia já seriam suficientes para tirar uma pessoa do quadro de maior risco.

Os especialistas na área recomendam também que quem pretende iniciar a prática da corrida deve fazer um checkup com o médico cardiologista para saber se tem algum impedimento e condições físicas para iniciar os treinamentos.

Além disso, é preciso reforçar que é preciso se exercitar tanto em academias quanto ao ar livre (principalmente nas práticas aeróbicas) já que isso agrega benefícios para o coração, como a melhoria da capacidade de ejeção de sangue para todo o corpo, aumento da quantidade de vasos sanguíneos no coração e da cavidade cardíaca.

Segundo os profissionais de educação física existe uma grande diferença em praticar exercícios na academia e ao ar livre, já que na academia os fatores meteorológicos não interferem na rotina do treino, mas por outro lado, ao ar livre é possível variar o local onde será realizado o exercício e isso aumenta o prazer de se fazer as atividades.

Mas a grande questão é que na academia é esperado que o indivíduo tenha orientação de um professor de educação física, sendo que no caso de um aluno iniciante o mesmo deve passar por uma avaliação física para que o profissional prescreva os exercícios e a periodicidade adequada. Porem quando se trata de atividades físicas ao ar livre as pessoas acabam deixando de consultar um profissional.

Os principais riscos de se fazer exercício sem acompanhamento é por conta da condição de saúde inicial do indivíduo e do excesso de exercício físico, que pode causar lesões. Dessa forma, ao ar livre também é importante que o indivíduo procure algum profissional de educação física para evitar excessos que possam provocar futuras lesões articulares e danos mais sérios, como problemas cardíacos.

Outra recomendação é que além de fazer o checkup inicial o aluno que pratique corrida ou caminhada e que comece de modo leve, com uma regularidade de três vezes por semana, com uma duração média de 30 a 40 minutos.

Recomenda-se ainda que para atingir o melhor da forma física e alcançar os maiores benefícios para a saúde o praticante de atividades ao ar livre também procure um especialista em nutrição, que indique um cardápio adequado para a prática da corrida.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *