Como Cuidar Bem da Sua Voz

Como Cuidar Bem da Sua Voz

Hoje a gente vai falar sobre um tema muito importante, vamos falar sobre a marca invisível que confere personalidade a cada um de nós: a voz.

Quando vamos fazer uma palestra, um discurso, ou mesmo falar em público durante uma reunião de família, lá está ela.
Quando vamos nos apresentar a um desconhecido, dar um bom dia para o vizinho ou mesmo cantar uma música para nossos filhos, lá está ela.
A voz está presente em quase todo nosso dia, por isso separamos algumas dicas para você aprender a cuidar bem dessa sua marca pessoal que ninguém vê.

Tome muita água
Assim como já falamos no post sobre como manter a hidratação do corpo metade dos brasileiros não consome a quantidade ideal de líquidos para manter o corpo hidratado.
E essa baixa hidratação prejudica os rins, estomago, circulação sanguínea, e pode ocasionar vários males a saúde. Mas além disso é preciso saber que para manter uma voz saudável e harmoniosa é necessário muito mais do que se hidratar: é necessário que essa hidratação seja feita com água (e não com sucos, refrigerantes ou qualquer outro tipo de liquido), e que também seja feita em períodos regulares (nunca deixando a garganta se ressecar em excesso). Uma boa dica então é beber ao menos um copo d’água a cada hora e meia.

Não grite nem cochiche
A sua voz deve ser mantida no tom original dela para evitar esforço desnecessário das cordas vocais e dos músculos da fala.
Desta forma gritar é uma das coisas mais prejudiciais à sua saúde vocal, uma vez que esse habito pode ocasionar calos vocais, rouquidão, ou mesmo perda temporária da voz.

Não se intoxique
É importante também evitar bebidas alcoólicas, as quais prejudicam as paredes internas no esôfago, além de alterar a percepção da língua e do palato. Outro fato importante é que o álcool presente na bebida provoca desidratação das mucosas e perda de liquido no trato digestivo. Por isso nunca beba bebidas alcoólicas antes de uma ocasião em que você tenha que fazer uso intensivo da sua voz

Cigarro nem pensar
A essa altura já são bem sabidos os malefícios que o cigarro traz para a saúde.
Mas nesse post especial sobre a voz não custa nada voltar a alertar: Cigarro é uma coisa que está fora de questão!
O cigarro diminui a capacidade pulmonar, deixando a voa menos potente. Ele resseca o esôfago, faz com que o fumante perca a percepção da língua, mucosas da boca, palato e olfato, dificultando a articulação das palavras. E em casos mais graves o cigarro pode provocar perdas de dentes, câncer de gengiva, de esôfago e enfisema pulmonar.
Tá bom ou quer mais?
Pois se ainda quiser mais motivos para parar de fumar basta ler a lista completa de males causados pelo cigarro neste site do próprio Ministério da Saúde.

Talvez a receita da vovó não seja tão boa
Por isso é preciso evitar receitas caseiras, balas fortes, gengibre para a voz. Essas soluções dão uma sensação de conforto apenas momentaneamente, pois mascaram a real problemática da voz.

Manter uma postura correta
Para uma boa voz é necessário manter uma boa postura. Ombros soltos, espinha ereta e uma posição confortável de relaxamento.
Também é preciso lembrar de não usar roupas apertadas de mais, pois elas dificultam a expansão da caixa tóxica limitando o trabalho do diafragma e fazendo com que sua voz não ressoe corretamente.

Evite competir com o barulho externo
Feche as janelas, abaixe o volume do som, do televisor e desligue o celular.
Outra importante dica é pedir educadamente que as demais pessoas façam silencio, e passem a prestar atenção exclusivamente em você. Isso ajuda não só a desgastar menos a voz como também faz com que as outras pessoas prestem mais atenção na sua comunicação não verbal, como gestos, imagens e expressões faciais.

Ao invés de tossir engula um pouco de saliva
Quando estiver com vontade de tossir ao invés da tradicional chiada repuxando a garganta e pigarreando você pode segurar um pouco a tosse, produzindo saliva e engolindo ela, como se fosse engolir algum alimento. Isso porque tossir e pigarrear constantemente machuca as pregas vocais, enquanto deglutir a própria saliva traz a mesma sensação de conforto da tosse, porém sem causar nenhum prejuízo à voz.

Sempre aqueça a voz
Por último mais não menos importante é sempre preciso lembrar da necessidade de se aquecer a voz antes de usa-la por muito tempo profissionalmente (atenção, professores!). Cinco minutos de aquecimento vocal enquanto você se dirige para a sua escola, pode fazer uma grande diferença!

 

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *