Tudo Sobre a Rinite Alérgica

Tudo Sobre a Rinite Alérgica

O seu nariz é uma porta de entrada para o ar que abastece seus pulmões, mas também é uma janela aberta para todo tipo de substâncias carregadas por ele. É por isso que hoje nós do Blog Tá Agendado vamos falar sobre as impurezas que podem ser absorvidas pelo seu nariz causando a tão incomoda Rinite Alérgica.

 

O que é Rinite Alérgica?

A Rinite Alérgica é uma reação imunológica do corpo a partículas estranhas que são inaladas. Essas partículas são chamadas de alegremos.

É preciso, no entanto, ter cuidado para não confundir a Rinite Alérgica com a Sinusite já que a diferença entre as duas é nebulosa para a maior parte do das pessoas.

A rigor, Rinite é uma inflamação da mucosa do nariz mais duradoura ou então recorrente, sendo que a Rinite, pode desencadear uma Sinusite – o que torna a associação entre as duas muito comum.

Já a Sinusite é uma inflamação da mucosa que reveste os seios da face, conforme nós falamos no nosso artigo Tudo Sobre a Sinusite.

Então para ficar fácil de entender:

Rinite: inflamação no NARIZ
Sinusite: inflamação no ROSTO
Sendo que uma pode desencadear a outra e o mesmo paciente pode apresentar os dois quadros ao mesmo tempo.

Quais são os sintomas da Rinite Alérgica?

Alguns dos principais sintomas da Rinite Alérgica são:

  • Forte dor de cabeça
  • Forte dor nasal
  • Dor ou irritação na garganta
  • Inchaço ou sensação de peso no rosto
  • Dor local (por exemplo atrás dos olhos, nariz, orelha, rosto, seios paranasais ou testa)
  • Corrimento nasal, coceira no nariz ou perda de olfato
  • Tosse crônica
  • Fadiga, febre ou mal-estar
  • Dificuldade em dormir ou ronco

 

Quais são as causas da Rinite Alérgica?

Muitas substâncias presentes no próprio meio ambiente são altamente alergênicas para o ser humano. Mas algumas das principais causas da Rinite Alérgica são a poeira, o pólen das plantas e alguns alimentos.

Em cidades grandes como São Paulo a poluição do ar é a principal responsável pela Rinite Alérgica, uma vez que essa poluição tem vários componentes, como fumaça de automóveis e fabricas, fuligem, detritos minerais, restos de pelos de animais, descamação da pele humana e de animais e restos de insetos, bactérias, fungos e ácaros.

Outra causa importante da Rinite Alérgica pode ser o contato com pólen – principalmente para aquelas pessoas que moram no campo ou em casas com jardins floridos. A prevalência desse agente se dá geral na primavera e no início do outono, época em que o pólen transportado pelo ar se encontra em níveis mais altos.

Já a alergia alimentar é menos frequente e, quando percebida, apresenta outros sintomas em conjunto com a Rinite, como por exemplo alergia na pele ou disfunção no sistema gastrointestinal.

Em tese qualquer alimento pode causar uma alergia, e por consequência uma Rinite. Mas os alimentos mais comumente associados a essa doença são: leite de vaca, ovo, soja, trigo, peixe e crustáceos.

 

Como diagnosticar a Rinite Alérgica?

O diagnóstico da Rinite deve ser feito por um otorrinolaringologista e, normalmente pode ser feito apenas com a observação dos sintomas do paciente e através palpação dos seios nasais para avaliar se existe sensibilidade nessa região.

Entretanto também é possível que o médico peça outros exames clínicos como:

  • Endoscopia nasal
  • Tomografia computadorizada
  • Colheita de secreções nasais
  • Teste de alergia
  • Raio X (que vem sendo cada vez menos utilizado já que pode ser substituído com maior precisão pela tomografia computadorizada)

 

Qual médico procurar para tratar a Sinusite?

Agora que você já ficou sabendo tudo sobre a Rinite Alérgica é hora de procurar um médico através da nossa ferramenta de agendamento de consultas para se tratar.

Você pode buscar por um clínico geral, no intuito de que esse faça um diagnóstico inicial da doença, ou ainda pode ir direto ao otorrinolaringologista, que te dará um diagnóstico mais especializado além de ser capaz de tratar as formas mais graves da doença.

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *