Conheça os sintomas que podem mostrar que você está entrando em depressão

Conheça os sintomas que podem mostrar que você está entrando em depressão

Saiba como diagnosticar e combater o mal silencioso em que se tornou a depressão

 

A depressão pode ser considerada tanto como uma doença quanto como um distúrbio afetivo. Ela atinge a humanidade desde suas origens, atingindo a autoestima, também o sentimento de inferioridade, tristeza, pessimismo, combinando entre si e aparecendo com extrema frequência.

A depressão pode aparecer em diversas idades desde adolescentes até idoso, e por diversos motivos e de maneira diferente do que muitos pensam, que atinge diversas áreas químicas do cérebro. Os neurotransmissores é uma grande parte atingida daquelas pessoas que desenvolvem essa doença.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde em 2016 a estimativa é de que haviam mais de 350 milhões de pessoas ao redor do mundo com depressão. As origens e causas desta doença podem ser diversas, incluindo fatores biológicos e psicológicos.

Mas a grande questão e a mais delicada é o fato de muitos depressivos sofrerem deste mal e não saberem seu diagnóstico. Foi pensando exatamente nisso que nós aqui do Blog Tá Agendado fomos buscar junto aos profissionais cadastrados em nossa plataforma de agendamentos médicos os principais sintomas da depressão. Veja a seguir:

Mudanças nos hábitos alimentares
Conforme já falamos em nosso artigo sobre compulsões alimentares as mudanças nos hábitos alimentares podem ser o primeiro sintoma claro de que a pessoa está passando por distúrbios psicológicos. No caso da depressão por exemplo esses distúrbios podem refletir no comportamento alimentar de duas formas:
A pessoa pode passar a comer muito mais do que antes encontrando na comida a sua única fonte de prazer.
Ou então a pessoa pode passar a comer muito menos do que antes uma vez que a depressão afeta o seu apetite tornando o ato de comer algo desagradável e nada prazeroso.

Sensação de esgotamento físico
Se você se sente constantemente cansado, lento e fisicamente esgotado. Atividades que você realizava antigamente sem muitos esforços, agora parecem pesados e levam mais tempo para ser concluídos.

Alterações no sono
A depressão altera os seus hábitos de sono. Podendo gerar insônia, especialmente fazendo com que você acorde nas primeiras horas da manhã ou até mesmo o contrário disso.
A depressão também pode gerar o movimento inverso, a hipersonia, que nada mais é do que a necessidade de dormir demais.

Perda do interesse em suas atividades cotidianas
É comum em quadros depressivos haver o total ou parcial desinteresse em atividades que você sempre gostou de fazer, como tocar um instrumento, praticar um esporte, cozinhar e etc, pode significar que você está depressivo.

Aumento no consumo de álcool e até de drogas ilícitas
Em casos de depressão é comum que os pacientes comecem a ingerir muito mais álcool do que o normal, além de que a depressão triplica as chances de que a pessoa acabe experimentando pela primeira vez alguma droga ilícita, e também aumenta em sete vezes as chances de que a pessoa recorra a alguma droga que é licita mas que não foi prescrita para ela.
Esse é o caso por exemplo de quem toma pílulas para dormir sem indicação médica, buscando contrabalancear os efeitos da insônia causada pela depressão.
Além do risco iminente que essas substancias licitas ou ilícitas podem causar à saúde é preciso ainda ter atenção redobrada, uma vez que sob efeito delas o paciente também acaba aumentado e repetindo comportamentos imprudentes que também podem colocar sua vida

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *