Curiosidade sobre cirurgias a laser nos olhos

Curiosidade sobre cirurgias a laser nos olhos

Confira algumas dúvidas e curiosidades sobre cirurgias a laser nos olhos

 

No Brasil atualmente existem mais de 15 milhões de pessoas com problemas oftalmológicos. Entretanto muitas dessas pessoas têm horror a usar óculos. Logo, uma das soluções mais recomendadas pelos médicos são as cirurgias corretivas com o uso do laser.

 

Como vimos neste artigo essa modalidade cirúrgica é capaz de corrigir os mais diversos problemas oftalmológicos com um grau de precisão muito maior, proporcionando uma recuperação mais rápida e melhores resultados.

 

Então veja abaixo algumas curiosidades sobre as cirurgias a laser.

 

 

Tratamento para várias doenças
Hoje em dia já existem cirurgias para correção de grau de miopia (dificuldade para ver de longe), astigmatismo (visão embaçada tanto de longe quanto de perto) e hipermetropia (dificuldade em ver de perto);

 

Uma nova córnea feita sob medida
A cirurgia a laser desenha uma lente na córnea do paciente com contornos similares aos de uma córnea saudável, o que corrige o problema do paciente.

 

Vários tipos de laser para os mais diversos casos

O oftalmologista pode optar entre dois tipos de cirurgia, dependendo do caso. Em um deles, o laser age na superfície da córnea. Como a área fica exposta, o pós-operatório é um pouco mais incômodo: o desconforto e o embaçamento duram cerca de três dias. O segundo consiste em fazer um corte na superfície da córnea para que o laser haja em seu “recheio”. O desconforto é leve após a intervenção e, já no dia seguinte, a visão está bem melhor;

 

Acabe com todos os seus problemas oftalmológicos
Ao contrário da cirurgias com bisturi o procedimento a laser sempre procura corrigir o grau totalmente. Isso se deve à maior precisão e ao menor risco do uso deste método.

 

É preciso que sua doença oftalmológica esteja estável
A cirurgia a laser só é recomendada para pacientes com estabilidade de grau. Caso contrário, o problema atual é corrigido, mas a dificuldade volta tempos depois.

 

Segurança a cima de tudo
Hoje em dia as cirurgias a laser são muito seguras. Mesmo assim, como qualquer outro procedimento, não é totalmente isenta de risco. Entre as possíveis consequências indesejáveis estão não obter correção total do grau, inflamação ou infecção. Calma! Não é preciso desistir dos planos por conta disso, segundo Rodrigues. Converse com seu oftalmologista;

 

A cirurgia a laser não pode ser feita quando o paciente tem ceratocone
Este tipo de intervenção é contraindicada em casos ceratocone. O ceratocone é o abaulamento da corenea, e uma cirurgia com laser pode piorar ainda mais o caso causando uma maior compressão do tecido córneo.

 

A cirurgia a laser também não corrige a presbiopia
Por volta dos 40 anos, as pessoas começam a ter presbiopia (visão de perto começa a diminuir), que não pode ser corrigida com cirurgia. Portanto, fique ciente de que os pacientes que lançaram mão do procedimento para dar adeus aos óculos quando estavam com 30 anos, por exemplo, voltarão a usá-los no futuro com o intuito de enxergar de perto. Quem já desenvolveu presbiopia e acaba de passar pela cirurgia a laser contra algum dos problemas de visão também precisará de óculos para perto.

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *