Cirurgias oftalmológicas à laser

Cirurgias oftalmológicas à laser

Saiba tudo sobre as cirurgias oftalmológicas à aser

 

A cirurgia a aser nos olhos é um procedimento cirúrgico destinado a reduzir a dependência de uma pessoa de óculos ou lentes de contato. Saber o que você deve saber antes da cirurgia, o que vai acontecer durante a cirurgia, e o que você deve esperar após a cirurgia pode te ajudar a decidir se este é o caminho certo para você ou se será possível que você se candidate a este tipo de cirurgia.

Mas o que é o laser cirúrgico?

O laser é uma forma de luz que foi descoberta nos anos 60 e tem sido utilizado em diversas áreas da medicina. O tipo de laser especifico utilizado para cirurgias é conhecido como EXCIMER, que nada mais é do que um composto obtido a partir dos gases argônio e fluoreto.

Para se obter o laser do tipo EXCIMER um feixe de luz ultravioleta invisível e sem calor é formado através do composto que fica armazenado dentro de uma câmera. E, com o controle por computador, esse feixe pode retirar camadas de tecidos com precisão microscópica.

Tal precisão é tão grande que permitiria aos especialistas até mesmo esculpirem um fio de cabelo mantendo intactas as áreas adjacentes.

 

Quem pode fazer cirurgia a laser nos olhos?

O primeiro passo para saber se você pode fazer uma cirurgia a laser nos olhos é obter uma avaliação pelo seu oftalmologista. É isso que irá determinar se você é um bom candidato e se já pode fazer este tipo de cirurgia de forma a ter maior efetividade.

Um bom oftalmologista, na hora de avaliar seu caso para a cirurgia a laser, quais são os riscos, benefícios e alternativas para a cirurgia.

Mas lembre-se: Um médico qualificado será capaz de te indicar a melhor opção para seu tratamento e que não necessariamente precisa ser uma cirurgia. Então nada de criticar os profissionais só porque eles não quiseram te prescrever uma cirurgia, pois o médico sempre é quem sabe qual é o melhor procedimento para cada paciente.

Além disso, dificilmente você terá uma recomendação de cirurgia se tem menos de 18 anos. Isso porque seu corpo ainda está em desenvolvimento e o problema de seus olhos pode se agravar, o que tornaria necessária mais uma cirurgia. Em outros casos, até pessoas mais velhas não conseguem a cirurgia porque o problema não estabilizou.

Como o laser é usado para fazer as cirurgias?

Na miopia o laser é aplicado na área central retirando tecido para que haja o aplanamento desejado. Na hipermetropia, realiza-se retirada de tecido na periferia da córnea, aumentando sua curvatura central. No astigmatismo, o tratamento é realizado em áreas selecionadas da córnea, aplanando ou encurvando a região central.

 

No prk, o laser é aplicado diretamente na superfície da córnea após a remoção da camada mais superficial chamada epitélio. A correção do grau é proporcional à quantidade de tecido removido. A recuperação da visão se dá em aproximadamente 7 até 15 dias, pois necessita que o epitélio cicatrize novamente.

No lasik, o laser é aplicado após o levantamento de uma camada da córnea (lamela ou flap) obtida através de um aparelho chamado microcerátomo. Uma lâmina pré-calibrada forma esse flap e o laser é aplicado no leito restante. Após a aplicação, o flap é reposicionado. A visão é recuperada de forma praticamente imediata; é indolor e não há alterações de cicatrização.

O prk normalmente é indicado para córneas mais finas ou assimétricas, enquanto a maioria dos pacientes com córneas normais se submetem ao lasik, que permite uma recuperação mais rápida e confortável. Independente da técnica utilizada (prk ou lasik), o resultado final após 1 a 3 meses é o mesmo.

Atualmente, as cirurgias podem ser realizadas de forma personalizada, a cirurgia refrativa customizada. As medidas individuais de cada córnea, tão específicas como as impressões digitais, são inseridas no computador do laser. A aplicação do laser é realizada de forma individualizada para a correção do grau desejado. Como resultado, esta técnica oferece resultados mais precisos e melhor qualidade de visão, principalmente em situações de pouca luz.

Até que grau de correção a cirurgia a laser pode proporcionar?

No prk, geralmente indicamos até 4 graus, podendo ser utilizado para graus maiores ao ser associado com utilização de uma substância chamada mitomicina. Para o lasik, esse limite é de 10 graus para miopia e 6 graus para hipermetropia e astigmatismo. Em ambos os casos, a curvatura e espessura da córnea são importantes fatores para determinação da viabilidade e resultado cirúrgico.

Determinação precisa do grau, medição das curvaturas e espessura da córnea e mapeamento da retina são exames essenciais para avaliação da possibilidade de se realizar a cirurgia. Pré-operatório bem realizado resulta em um bom resultado cirúrgico, ou seja, liberdade visual para enxergar o mundo da melhor forma, sem óculos ou lente de contato.

 

 

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *