Doenças graves podem se manifestar depois de uma gripe

Doenças graves podem se manifestar depois de uma gripe

Você sabia que após uma gripe forte é possível que doenças oportunistas se apoderem do seu corpo?

 

Cerca de 18 milhões de brasileiros são infectados todos os anos e milhares morrem com doenças mais graves que se manifestam após gripe mal curada

É comum que muitas pessoas fiquem resfriadas ou gripadas durante o inverno. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cerca de 18 milhões de brasileiros são infectados anualmente. Destes, milhares morrem em consequência de doenças mais graves, que se manifestam após a gripe mal curada. É aí que mora o perigo.

 

As pessoas com mais de 65 anos, de qualquer idade, com alguma doença crônica, e as crianças muito pequenas têm uma probabilidade maior de desenvolver complicações de uma gripe. Por outro lado, a gripe pode também desencadear uma piora em pessoas asmáticas ou com bronquite crônica e piora da condição de uma pessoa com insuficiência do coração, por exemplo.

Suspeita-se de sinusite quando ocorre uma persistência por mais de dez dias de sintomas residuais após uma gripe ou resfriado, sem evidência de melhora nos últimos dias. Os sintomas persistentes mais comuns são coriza (geralmente mais esverdeada e espessa), congestão nasal e tosse (piora à noite, geralmente é seca e não produtiva). O estado geral, a disposição e o apetite estão pouco comprometidos na maioria dos casos. Entre os fatores de risco mais comuns para sinusite, pode-se destacar: resfriados e gripes, rinite alérgica, asma, fumaça de cigarro, natação em piscina com cloro, poluição ambiental excessiva e mergulho.

As pneumonias são infecções pulmonares que se manifestam por febre, tosse e dificuldade respiratória associada à presença de alterações típicas na radiografia de tórax ou ausculta respiratória característica. Podem ser causadas por vírus, bactérias e outros agentes atípicos. Geralmente ocorre infecção das vias aéreas superiores precedendo o quadro pulmonar. Os sinais e sintomas podem ser variáveis, de acordo com a idade do paciente e o agente etiológico.

Gripes mal curadas podem se transformar também em bronquite aguda, que caracteriza-se por tosse seca irritativa, com sensação de desconforto retroesternal. Geralmente no início não é facilmente notado a presença de sinais físicos. Na fase mais avançada, com a apresentação de um quadro infeccioso surgem escarros (no início mucoso e depois mucupurulentos).

A laringite aguda está usualmente associada a um resfriado comum ou à gripe e tem como causa uma infecção viral. O paciente apresenta também os sintomas gripais com dores no corpo, febre, tosse seca, obstrução nasal e coriza.

 

A laringite pode ser causada por infecção bacteriana. Neste caso, o paciente apresenta tosse produtiva. A dor para engolir e falar é mais evidente. Nesse caso, além da hidratação, é necessária a introdução de antibiótico.

A otite é uma infecção ou inflamação no ouvido. Ela pode afetar as partes internas ou externas do ouvido. A doença é classificada como aguda (que surge de repente e por pouco tempo) ou crônica (surge repetidamente e dura um longo período).

 

Os principais sintomas são: dor muito forte, diminuição da audição, febre, falta de apetite, secreção local. Em casos extremos, pode ocorrer a ruptura da membrana do tímpano.

 

A melhor maneira de se prevenir contra a gripe é tomando a vacina, oferecida todos os anos. A eficiência da vacinação tornou-se comprovada devido à redução no número de internações de idosos que foi revelada por estudos do Ministério da Saúde, desde 1999, quando teve início a campanha, que ocorre anualmente.

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *