Como se proteger das micoses na praia

Como se proteger das micoses na praia

O contato com cadeiras de praia, espreguiçadeiras e outros objetos compartilhados de aluguel pode colocar em risco a saúde da pele, veja como se proteger.

No Brasil, mais do que as mulatas, samba e carnaval, o verão é uma das principais atrações turísticas e grande apelo para quem curte praia. Também pudera, com uma orla gigantesca, quase continental, as praias brasileiras estão entre as mais belas do mundo e atraem apaixonados pelo mar movidos pelo sonho da vida balneária.

A expectativa do Ministério do Turismo é que a arrecadação neste verão bata novos recordes motivados pela migração de veranistas do mundo todo para as festas de final de ano e as férias.

Mas nem só de alegrias é feito o verão. A vida a beira mar e a alta concentração de público nas praias pode trazer outro perigo muito comum nesta época, as micoses.

Isso mesmo, a micose de praia, ou pano branco, como é conhecida em algumas partes do Brasil é o tipo mais comum de micose superficial. Cientificamente chamada de Pitiriase versicolor, a doença é caracterizada por uma infecção superficial da pele provocada pela levedura lipodependente Malassezia furfur, dos fungos Pityrosporum Orbiculare e Pityrosporum Ovale.

A presença dessas leveduras é extremamente comum na pele de todos os seres humanos, de forma especial nas áreas mais gordurosas do corpo, como tronco, braços, face, pescoço e couro cabeludo. São fatores de risco para o aparecimento das lesões: calor, umidade, pele oleosa, sudorese abundante e baixa resistência imunológica. Por isso é mais comum à incidência alguns dias após a visita à praia.

Os sintomas da Micose de praia

Em geral, as lesões são assintomáticas, mas alguns pacientes se queixam de leve coceira. Elas aparecem sob a forma de múltiplas manchas descamativas, hipo ou hiperpigmentadas, que variam do branco ao castanho ou são avermelhadas. Na verdade, elas ficam mais evidentes quando a pessoa toma sol, porque se destacam na pele bronzeada não comprometida pela infecção. As lesões pequenas e isoladas no inicio podem confluir numa área maior despigmentada.

Tratamento para Micose de Praia

Como a Pitiriase Versicolor é uma infecção fúngica superficial, costuma responder bem ao uso de tratamento tópico. Dentre os tópicos podem ser utilizados xampu, sabonetes e loções que agem contra os fungos, na pele do corpo e no couro cabeludo.

Quando o paciente tem dificuldade em manter a adesão a essa forma de tratamento, é possível recorrer a medicamentos por via oral.

Diante da suspeita de micose de praia, procure sempre um dermatologista especialista pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *