Como enfrentar a  dependência de jogos eletrônicos

Como enfrentar a  dependência de jogos eletrônicos

A dependência de videogames é um assunto novo, que ainda necessita muito estudo, muita pesquisa. Os sintomas de dependência de videogame são muito parecidos com os sintomas de dependência de álcool e outras drogas.

No videogame tudo acontece de forma bastante rápida e muitas vezes imediata. Desta forma, a pessoa que joga apresenta cada vez mais uma dificuldade em retardar o prazer e lida cada vez pior com as frustrações.
Você negligencia seus afazeres caseiros para ficar online jogando mais tempo?

Perde o sono com frequência por ficar conectado/jogando de madrugada?

Com que frequência você prefere a emoção da Internet/videogame à intimidade com seu/sua parceiro(a)?

Com que frequência outras pessoas em sua vida se queixam a você sobre a quantidade de
tempo que você passa jogando?

Com que frequência você se pega pensando em quando você vai entrar jogar novamente?

Com que frequência você estoura, grita ou se mostra irritado(a) se alguém lhe incomoda
enquanto você está on-line?

O abuso leva à compulsão. As pesquisas mostram que este vício aciona o sistema cerebral de recompensa, o mesmo estimulado pelas drogas. Quanto mais se cede à compulsão, mais sensação de prazer o cérebro produz. Chega um momento em que a pessoa não consegue mais ficar sem essa sensação, tornando-se dependente.

Os maiores mecanismos de defesa de qualquer tipo de dependência (adicção) são a negação e a minimização. Provavelmente uma pessoa que se encontra dependente vai ter grandes dificuldades em aceitar esta dependência. A aceitação do problema é o primeiro passo para o tratamento.

A pessoa simplesmente não consegue reduzir a frequência com que joga. Quando é impedida de jogar pode ficar irritada, ansiosa, triste e mal-humorada, agressiva e com fissura. O comportamento de dependência torna-se fonte de sofrimento, pois ela já não quer mais jogar por prazer, e sim por necessidade. Uma pessoa dependente é capaz de ficar 24 horas por dia jogando. O problema maior é o padrão que se estabelece com o vídeo game. O que acontece na dependência é a perda de controle.

Esta dependência pode acontecer independente da idade. Pode ocorrer em crianças, adolescentes e adultos. No caso das crianças em relação ao videogame, os pais devem controlar de forma rígida quanto às horas que se joga videogame.

Os pais devem combinar com seus filhos horários e dias de uso. Isso deve também sempre ocorrer após atividades escolares… Primeiro os deveres depois os “direitos”. O indicado é uso até duas horas por dia de jogos eletrônicos e Internet para crianças e adolescentes. O uso de videogame deve ser de acordo com a faixa etária dos jogos.

A pessoa dependente fica extremamente nervosa quando o aparelho é desligado. A terapia-cognitivo-comportamental tem sido essencial no tratamento. E em muitos casos o tratamento medicamentoso também se faz necessário.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *