Combatendo o CC

Combatendo o CC

 Se você sua muito e termina aquele dia exaustivo de trabalho todo ensopado sabe bem como é desagradável ter a roupa com cheiro de suor.

 

Imagine as seguintes situações:

Você fica com marcas de pizza debaixo do braço causadas pelo suor, ou ainda suas costas ficam coladas na cadeira tamanha é a saideira.

Você lava a roupa com sabão e amaciante, quando você retira do varal ela está perfumada, mas na hora que você passa o ferro sobe aquele cheiro de suor.

Você pega a roupa lavada no armário, veste e vai para academia. Cinco minutos depois enquanto você corre na esteira o cheiro de suor aparece.

Se você sofre com alguma dessas situações com certeza também já passou pela desagradável sensação de ter as axilas e roupas com mal cheiro.

Isso acontece porque a região da axila serve de abrigo para diferentes de bactérias, fungos e germes. E quando a higiene é ruim esses germes acabam fazendo a festa em uma mistura de pele morta, sujeira, suor e oleosidade. Isso faz com que essa colônia de micro-organismos se multiplique, produzindo cada vez mais odores.

Mas não se desanime, existem várias soluções para combater o cheiro de corpo (o famoso CC) e hoje nós do Blog Tá Agendado vamos te falar sobre 3 delas.
Mãos à obra!

 

Escolha um bom desodorante ou então um antitranspirante
Antes de tudo é preciso diferenciar: desodorante é uma coisa, antitranspirante é outra.

O primeiro, como o nome já diz retira o odor, e é indicado para os casos de bromidrose. Por isso são compostos por antibacterianos que inibem o desenvolvimento de bactérias na região e um de seus principais ativos é o etanol, um tipo de álcool e o triclosan, um antisséptico.

Já o segundo apenas evita a transpiração, retendo o suor nas glândulas sudoríparas. Isso faz com que seus princípios ativos sejam diferentes.

O desodorante é menos agressivo que o antitranspirante, pois não contém alumínio em sua fórmula

As agências reguladoras exigem uma redução de até 20% da secreção de suor para os antitranspirantes comuns e de até 30% para os que prometem ‘proteção extra’.

Normalmente os produtos contêm as duas características, segurando o suor e reduzindo os odores causados pelas bactérias, mas pessoas que apenas transpiram muito, sem mau cheiro, podem muito bem usar apenas o antitranspirante, por exemplo.

Se não for sair de casa, dê preferência aos desodorantes não antitranspirante, pois são mais baratos e menos passíveis de causar reações de hipersensibilidade e alergias?, ensina Valeria.

 

Depile as axilas
Pelos criam um ambiente propício, quente e úmido, para as bactérias. Além disso, os fios de cabelo são porosos, o que significa que absorvem mais facilmente os odores e podem mesmo dificultar a evaporação do suor.

 

Use vinagre na lavagem das suas roupas
Outra boa dica é matar as bactérias que ficam na roupa antes mesmo que elas tenham contato com a pele e se multiplicar.

Mas um fato surpreendente que poucas pessoas sabem é que algumas delas pode resistir até mesmo ao sabão em pó, amaciante e ferro quente.

E é por isso que alguns especialistas recomendam a lavagem das roupas com vinagre.
Para fazer esse tipo de lavagem basta seguir o seguinte procedimento:

  • Encha um balde ou tanque com água suficiente para cobrir as roupas
  • Acrescente para cada 5 litros de água ½ copo de vinagre de álcool branco
  • Coloque as roupas de molho nesta mistura por no mínimo 30 minutos
  • Depois lave normalmente com água e sabão na máquina ou na mão

Com certeza ao seguir essas dicas você vai sentir um alivio imediato nos odores exauridos por suas axilas. Mas se ainda assim o cheiro de corpo continuar procure um dermatologista através da nossa ferramenta de agendamento de consultas médicas para que ele possa verificar se seu caso se trata de alguma doença de pele mais grave.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *