Saiba o que são as Proteínas e os Aminoácidos e qual a relação entre os dois

Saiba o que são as Proteínas e os Aminoácidos e qual a relação entre os dois

Desde nossos cabelos, unhas, músculos, passando por hormônios, enzimas e anticorpos, tudo em nosso organismo é composto pelas Proteínas e seus Aminoácidos, descubra porque

 

O que é uma Proteína

A para introduzir o leito neste artigo a primeira coisa que precisamos entender é que a proteína é, depois da água, o componente mais importante e mais abundante dos seres vivos. Praticamente tudo em nosso organismo é composto primariamente por proteínas, incluindo nossas células. Por isso vamos iniciar nossa explicação com um exemplo bem simples: as proteínas estão para os seres vivos como os tijolos estão para um casa.

Portanto, imagine nosso organismo como um grande aglomerado de pequenos tijolinhos de origem orgânica. Nossa pele, unhas, cabelos, ossos, músculos, etc. são todos compostos por proteínas. Estima-se que exista no corpo humano algo em torno de 2 milhões de proteínas.

A analogia com os tijolos serve apenas para início de conversa. Vamos aprofundar o assunto. As proteínas são compostos bem mais complexo. Se em uma casa geralmente existe apenas um tipo de tijolo, nosso organismo é composto por cerca de 50.000 a 100.000 tipos diferentes de proteínas. Enquanto os tijolos apresentam apenas a função de dar estrutura à casa, nossas proteínas vão muito além. Cada uma das 100 mil proteínas desempenha um papel no corpo. Mesmo aquelas que são apenas estruturais são muito diferentes entre si, basta reparar nas diferenças que existem entre o cabelo, a pele, os músculos, as unhas, os órgãos, etc.

O papel das proteínas não é só dar estrutura aos nossos tecidos e órgãos. Várias substâncias metabolicamente ativas no nosso corpo são formadas por proteínas, como, por exemplo: hormônios, anticorpos, enzimas, fatores da coagulação, hemoglobina, etc. Em geral 50% do peso de cada uma das nossas células é composto por proteínas.

Portanto, a proteína não é somente um tijolinho, ela é o tijolinho, a eletricidade, a água, o gás, os móveis e tudo mais que faz uma casa funcionar. É como se cada um desses elementos da casa fosse um tipo diferente de proteína.

 

Exemplos de Proteínas que atuam em nossos organismos

Abaixo relacionamos alguns exemplos de diferentes proteínas e suas funções no corpo humano:

  • Amilase: enzima produzida no pâncreas que participa no processo de digestão de carboidratos.
  • Insulina: hormônio necessário para a entrada de glicose nas células.
  • Prolactina: hormônio que estimula a produção de leite pelas glândulas mamárias.
  • Colágeno: proteína de função estrutural, responsável por manter os tecidos unidos, principalmente pele, cartilagens e ossos.
  • Imunoglobulinas: são os anticorpos responsáveis pelas defesas contra germes invasores.
  • Actina e Miosina: proteínas contráteis dos músculos, responsáveis pela capacidade de contração dos mesmos.
  • Fibrinogênio: proteína que participa no processo de coagulação do sangue.
  • Ferritina: proteína do fígado que serve para armazenar o ferro.

 

De que as Proteínas são compostas

As proteínas são feitas a partir da junção de moléculas de aminoácidos, ou seja, são polímeros de aminoácidos. As proteínas humanas são formadas através da combinação aleatória de 20 tipos diferentes de aminoácidos, a saber:

Imagine cada um dos 20 aminoácidos acima como uma peça de lego. Se você tiver 20 peças diferentes, mas cada uma delas em um número gigantesco, a quantidade de formas que você pode criar é praticamente infinita. Como já referido acima, no corpo humano, as 20 moléculas de aminoácidos criam algo em torno de 100.000 proteínas diferentes, com funções, tamanho, forma, composição e número de aminoácidos distintos.

Uma proteína é formada por no mínimo 50 moléculas de aminoácidos. Este é o seu tamanho mínimo. Já as maiores proteínas no corpo humano chegam a ter mais de 30.000 aminoácidos. As estruturas formadas por menos de 50 aminoácidos são chamadas de peptídeos. Assim como as proteínas, os peptídeos também exercem funções importantes no organismo.

A insulina, hormônio produzido pelo pâncreas, que age permitindo a entrada de glicose para as células, é uma proteína pequena, composta por apenas 51 aminoácidos (ela é a junção de dois peptídeos, um de 21 aminoácidos e outro de 30 aminoácidos). Já a hemoglobina, estrutura presente nas hemácias (glóbulos vermelhos), responsável pelo transporte de oxigênio, é uma proteína mais complexa, composta por 574 aminoácidos. Algumas proteínas dos músculos são enormes, sendo formadas por mais de 30.000 aminoácidos.

Além da quantidade e dos tipos de aminoácidos presentes, a forma que a proteína assume também influencia na sua função. A proteína pode ter estrutura linear, em hélice, pode ser dobrada ou algo esférica. Assim como uma folha de papel, dependendo de como for dobrada, pode dar origem a um barquinho, um chapéu ou uma avião, duas proteínas compostas pelos mesmos aminoácidos, podem assumir formas diferentes, passando a desempenhar funções distintas no organismo.

 

O que é um aminoácido?

Explicando de uma forma bem simples e resumida, aminoácido é um pedacinho da proteína. Ou, se você preferir uma explicação mais científica: Um aminoácido é uma molécula orgânica que contém um grupo amina e um grupo carboxila. Alguns aminoácidos também podem conter enxofre.

A forma mais importante dos aminoácidos, os alfa-aminoácidos, que formam as proteínas, têm, geralmente, como estrutura um carbono central (carbono alfa, quase sempre quiral) que se liga a quatro grupos: o grupo amina (NH2), grupo carboxílico (COOH), hidrogênio e um substituinte característico de cada aminoácido.

 

Os aminoácidos se unem através de ligações peptídicas, formando os peptídeos e as proteínas. Para que as células possam produzir suas proteínas, elas precisam de aminoácidos, que podem ser obtidos a partir da alimentação ou serem fabricados pelo próprio organismo.

Funciona assim: AMINOÁCIDO -> PROTEÍNA -> MÚSCULO (para ter músculo é preciso ter proteína, e para ter proteína, tem que ter aminoácidos).

 

Exemplos de Aminoácidos que atuam em nossos organismos

Abaixo relacionamos alguns exemplos de diferentes aminoácidos e suas funções no corpo humano:

  • Leucina, isoleucina e valina: Conhecidos como BCAA, estão envolvidos na reparação muscular, aumento de proteínas e durante atividades físicas ajudam na produção de energia.
  • Arginina: melhora a memória, ajuda na resistência física, aumenta o desempenho em atividades físicas. É utilizada como suplemento para treinos musculares.
  • Alanina: Envolvida no metabolismo para obtenção de energia.
  • Treonina: Está envolvido na síntese de colágeno e elastina.
  • Metionina: Está envolvida na resposta imunológica do nosso corpo, sua falta pode ocasionar a queda de cabelo.
  • Triptofano: Utilizado na produção de outros aminoácidos, alguns pesquisadores afirmam que bons níveis de serotonina associado com bons níveis do triptofano garantem um nível estável de ânimo em uma pessoa, contribuindo contra a depressão.

 

Quais são os tipos e como são classificados os aminoácidos?

A biologia, a medicina e a nutrição classificam os aminoácidos em dois grupos diferentes de acordo com sua função e sua presença no corpo humano, esses dois grupos são:

  • Aminoácidos não essenciais (ou dispensáveis): São aqueles que o corpo humano pode produzir, como alanina, asparagina, ácido aspártico, ácido glutâmico, serina;
  • Aminoácidos essenciais: São aqueles que não podem ser produzidos pelo corpo humano. Dessa forma, são somente adquiridos pela ingestão de alimentos, vegetais, animais ou suplementos. São eles: fenilalanina, isoleucina, leucina, lisina, metionina, treonina, triptofano, histidina e valina.

 

Assim podemos concluir que os aminoácidos são os grandes responsáveis pelo funcionamento do nosso corpo, e que para obtê-los devemos consumir a quantidade adequada de proteína.
E caso você tenha ficado curioso sobre qual é a melhor forma de consumir proteínas e quais as quantidades indicadas de cada uma delas, você pode também dar uma olhada nos nossos outros artigos sobre nutrição esportiva, ou ainda agendar uma consulta com um nutricionista através da nossa ferramenta de agendamentos médicos.

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *