Você sabe como é feito o procedimento de restauração dentária

Você sabe como é feito o procedimento de restauração dentária

O procedimento de restauração dentária é bastante difundido entre os pacientes, mas poucos deles tem real conhecimento de tudo que acontece por trás dos bastidores

O procedimento de restauração dentária é um dos mais difundidos no meio odontológico para o tratamento de casos mais sérios de cáries. Esse procedimento consiste em consertar o dente afetado por uma cárie eliminando a área que foi deteriorada e logo em seguida fazer o preenchimento da cavidade com um material de restauração. As opções mais comuns para este preenchimento são: porcelana, resinas plásticas compostas, ouro e prata.

No momento que o dentista fecha a cavidade saudável por meio da restauração impede novos processos de deterioração pelas cáries. Os pacientes devem ter pleno conhecimento a respeito das possibilidades de materiais de restauração para fazer a escolha mais assertiva para o seu caso em específico.

Quais são os materiais usados para a restauração dentaria?

O primeiro ponto que deve ficar claro é que não existe um tipo de material de restauração que se destaque como sendo melhor que os demais, afinal cada pessoa tem suas próprias especificidades como possíveis reações alérgicas, região da boca em que o conserto irá ser realizado, custo entre outros. Confira abaixo algumas das principais características de cada material de restauração.

Esse tipo de restauração dentária é conhecida como Faceta ou Incrustação e tem como característica principal cobrir uma área maior do dente. Basicamente um laboratório especializado desenha e produz uma prótese do tamanho ideal para o dente a ser tratado. O dentista deve apenas cimentar essa prótese que é fabricada para ter tom próximo ao da dentição com boa resistência a ação de manchas. O custo desse tipo de procedimento é próximo à restauração com próstese de ouro.

Restauração Dentária com Resinas Plásticas Compostas

Quem deseja um visual mais natural pode apostar nas resinas compostas que imitam a cor dos dentes. Diferente da Faceta esse material é feito a partir da mistura de alguns ingredientes que endurecem no local escavado preenchendo a cavidade do dente.

Pelo fato de lascar com certa facilidade não é a opção mais interessante para quem passará por grandes restaurações. Além disso, beber café, chá entre outras bebidas pode acarretar na formação de manchas. O tempo de duração desse tipo de material é de 3 a 10 anos.

Restauração Dentária com Ouro

Considerado por muitos dentistas o melhor material para realizar a Restauração Dentária, o ouro, deve ser trabalhado por um laboratório especializado para adquirir a forma de prótese e na sequência deve ser cimentado sob o dente afetado. Sua aceitação ampla se deve ao fato de apresentar ótima relação com os tecidos da gengiva.

O material pode durar até duas décadas na boca do paciente, contudo, exige visitas frequentes ao consultório do dentista além de um bom investimento por ser o tipo de restauração dentária mais cara.

Restauração Dentária com Prata

Dessa lista a restauração dentária com prata é a mais em conta, no entanto, não é a primeira escolha de quase ninguém por ter uma cor escura que se destaca na dentição. Os dentistas não utilizam esse material para a restauração de dentes anteriores, por exemplo, exatamente porque ficaria muito aparente.

Conheça um pouco mais do procedimento de Restauração Dentaria

Independente do material escolhido para a restauração dentária o procedimento segue os mesmos passos. Primeiro o dentista precisa remover a região que foi danificada pela cárie e realizar uma limpeza completa do local. Após estar com o dente limpo o dentista então pode consertar o dente com o material escolhido pelo paciente.

Será que você de uma Restauração Dentária?

Se você leu este artigo porque está preocupado se perguntando se vai precisar de uma restauração dentária saiba que somente o seu dentista poderá responder a essa questão. Os dentistas utilizam um espelho para verificar a aparência dos dentes e identificar se existe algum ponto que necessita ser restaurado por ter sido afetado pelas cáries.

Em alguns casos somente esse exame preliminar não responde completamente os questionamentos do dentista que pode solicitar que o paciente realize exames como uma tomada radiográfica completa da boca. O tratamento será definido pelo dentista sendo que nem sempre a opção é a restauração dentária.

Quando a cárie já atingiu grande parte do dente pode ser mais recomendado fazer uma coroa ou outro procedimento que recubra o dente. Se a cárie tiver afetado então a polpa ou nervo do dente poderá ser tratada através de tratamento de canal (o dentista remove o nervo que está danificado) ou por meio de recobrimento de polpa (procedimento feito quando o nervo ainda pode ser salvo).

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *