Aprenda maneiras práticas de incluir mais fibras na dieta dos seus filhos

Aprenda maneiras práticas de incluir mais fibras na dieta dos seus filhos

Hoje vamos falar sobre as formas mais práticas e saudáveis de aumentar a ingestão de fibra no cardápio de seus filhos

 

Como já dissemos no nosso outro artigo, fibras alimentares são substâncias de origem vegetal que não fornecem energia ao nosso organismo, mas que são essenciais ao funcionamento dos intestinos.

Elas atuam estimulando processos metabólicos do nosso organismo e são responsáveis por diminuir a absorção do colesterol, de gorduras e de açúcares, e causam sensação de saciedade prolongada, afinal, permanecem no estômago juntamente com os outros nutrientes por mais tempo, retardando a sensação de fome e o consumo de mais calorias.

É por isso que o consumo adequado de fibras é essencial para o crescimento natural e saudável de seus filhos, uma vez que elas ajudam a controlar o peso, prevenir a obesidade.

Assim é preciso em primeiro lugar que os pais sirvam de exemplo para inspirar a dieta dos filhos. Quando a criança senta-se à mesa e vê seus pais se alimentando de forma saudável, com frutas e hortaliças, isso a encoraja também a consumir estes alimentos.

Uma vez que os bons hábitos são formados nos primeiros anos de vida e nesse momento é muito frequente a introdução de alimentos industrializados, fazendo com que as crianças se desinteressem por alimentos saudáveis, que são fontes de vitaminas, minerais e fibras alimentares, essenciais para o desenvolvimento da criança.

Por isso nós do Blog Tagendado separamos 5 dicas fundamentais para fazer com que as crianças comam mais fibras alimentares

  • Introduza as Fibras Alimentares através de sucos
    Experimente fazer sucos com diferentes alimentos, combinando frutas ricas em fibras alimentares com outros ingredientes como mel, hortelã ou mesmo gelo. Assim o gosto dos outros ingredientes pode mascarar os sabores que por ventura seu filho possa não gostar.
  • Faça pratos bonitos e alegres
    Caprichar na preparação do prato é muito mais do que uma simples superficialidade, uma vez que a criança é muito apegada à imagem que vê na hora de comer. Não é à toa que muitas crianças deixam de comer certos alimentos antes mesmo de experimentar, o que demonstra que não há uma rejeição pelo sabor, mas sim pelo aspecto. Nesse contexto é preciso então caprichar no visual dos pratos para tornar eles mais atraentes e fazer com que as crianças tenham mais prazer em comer.
  • Faça seus filhos experimentarem aos poucos
    Às vezes, com alimentos mais complicados é preciso oferecer pequenos pedaços para seu filho experimentar. Esse é o caso por exemplo da berinjela, que tem um sabor mais amargo e as crianças dificilmente se adaptam, neste caso você pode prepará-la com especiarias e ervas e ir colocando pequenos pedaços no prato. Caso seus filhos não gostem, experimente prepará-la de outra forma.
  • Crie interesse pelo alimento

Você pode separar um dia do mês para levar a criança ao supermercado e apresentar esses alimentos saudáveis, falar as formas que ele pode ser preparado e o quão gostoso pode tornar o prato se acrescermos determinados ingredientes.

 

  • Deixe a criança participar
    Como já falamos neste artigo sobre merenda escolar você pode deixar que a criança escolha alguns ingredientes: É claro que elas gostam de batatas fritas, nuggets, por exemplo, mas coloque como opção as cenouras em palitos, para substituir as batatas, e deixe sempre claro que o prato tem que ser colorido, incentivando assim a aumentar a variedade de alimentos.

E além de todas essas dicas vale também a pena ressaltar que em casos mais graves onde seus filhos se neguem constantemente a consumir certos tipos de alimentos talvez seja hora de leva-lo à um nutricionista especializado em psicologia nutricional, para começar desde cedo uma dieta de reeducação alimentar.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *