Academia ao ar livre

 Academia ao ar livre

Saiba como se exercitar nos parques e praças da sua cidade

Na última década a população brasileira vem tendo boas oportunidades gratuitas para cuidar da saúde. Prova disso é o sucesso das academias ao ar livre que são instaladas nas praças de diversos bairros das cidades.

Ao todo esse tipo de academia já está funcionando em mais de 1000 cidades, instaladas e mantidas tanto pelas prefeituras quanto por empresas e entidades locais.

As praças são locais muito estratégicos para a implementação dos equipamentos, pois estão presentes na maioria dos bairros e podem ser acessadas facilmente, sem a necessidade de passar por todo o parque, por exemplo, para chegar até a área de exercícios.

Ao fazer a instalação dos aparelhos nas praças, é preciso considerar que o volume de usuários pode ser alto e, por isso, a preferência deve ser pela instalação dos equipamentos duplos ou triplos ou a colocação de aparelhos iguais, dependendo do espaço disponível para a academia.

Além disso, a iluminação pública é essencial, pois há muitos praticantes que treinam após o trabalho.

Bebedouros e banheiros para a troca de roupa também podem fazer parte do novo espaço de exercício público.

As academias ao ar livre ainda podem estimular o surgimento do comércio e o fortalecimento da economia local, já que estabelecimentos como lojas de artigos esportivos e restaurantes fitness podem se consolidar na região.

Os equipamentos para academia ao ar livre foram pensados para oferecer à população uma opção acessível e gratuita de atividade física, pois a prática ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, o risco de câncer, a depressão, e, ainda, controlar o peso e aumentar a sensação de bem-estar.

A terceira idade e os deficientes físicos podem se beneficiar ainda mais com os treinos, pois elas melhoram a qualidade e a expectativa de vida e auxiliam na reabilitação dos movimentos.

Para que os benefícios sejam obtidos, é preciso que os praticantes usem os equipamentos da forma correta. Eles contêm as informações de uso nas laterais, com as instruções e com os grupos musculares trabalhados no aparelho.

Se for possível, contar com um profissional da área vai ajudar a prevenir danos e aumentar o desempenho durante os treinos.

Para as praças, os melhores equipamentos para academia ao ar livre que devem integrar o projeto são:

Simulador de caminhada

O aparelho é muito fácil de ser utilizado: basta colocar os pés no suporte e fazer um pouco de força para frente e para trás para realizar movimentos semelhantes ao de uma caminhada.

O Simulador de Caminhada ajuda a melhorar a coordenação motora e a mobilidade dos membros inferiores, sendo um dos mais requisitados para as academias ao ar livre instaladas em praças.

Simulador de cavalgada

Esse simulador é capaz de movimentar e fortalecer toda a parte superior do corpo, dependendo da região em que o praticante coloca mais força: se for no braço, costas e bíceps serão acionados e, se for nas pernas, o quadríceps é que será ativado. Por ser tão versátil, ele marca presença nos espaços públicos.

A forma correta de usar o simulador de cavalgada é puxando o apoio com as mãos até chegar perto do peito, ao mesmo tempo se empurra o suporte inferior com os pés.

Esqui

Exercício fácil e prazeroso, o aparelho de academia ao ar livre – esqui é uma boa pedida para os idosos e até mesmo as crianças adoram essa prática. Ele ativa pernas, quadril, braços e ombros, auxiliando a função cardiorrespiratória e o equilíbrio.

Para a utilização correta, é preciso encaixar os pés no suporte e deslizar as pernas para frente e para trás, enquanto os braços seguram as hastes e acompanham o movimento, por pelo menos dez minutos.

Surf

Essencial para flexibilizar as pernas, o quadril e a região lombar, treinar no aparelho de surfpode amenizar as dores nas costas. O movimento horizontal também define e afina a cintura, tornando esse aparelho muito procurado pelas mulheres que treinam nas praças.

Se uso é simples: basta subir com os dois pés na plataforma, segurar firme nas barras laterais e começar a se balançar de um lado para o outro.

Remada sentada

Ao imitar o movimento que os praticantes do esporte remo fazem, os praticantes fortalecem toda a cintura escapular (região composta por ombros, parte superior das costas e atrás do pescoço).

O Aparelho de remada sentada promove grande ajuda para quem sofre com bursite ou tendinite, mas precisa ser feito com os cotovelos na altura dos ombros para evitar lesões.

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *