Cólicas

Cólicas

saiba como acabar com este problema que afeta a tantas mulheres

Como nós já falamos aqui no Blog Tágendado, as cólicas são incômodas, dolorosas e, para muitas mulheres, acabam limitando as atividades do dia a dia, desde interromper a academia a precisar de atendimento médico. Cerca de 1 em 10 mulheres acabam sofrendo o que é conhecido pelos ginecologistas como dismenorreia, ou dor menstrual severa, necessitando a utilização de medicação. Essa dor intensa pode causar enjoo, vômitos e até mesmo desmaio.
E foi por isso que um ginecologista inglês tem defendido que empresas deveriam dar um dia de folga às funcionárias em período menstrual. Segundo seu estudo, o rendimento dessas mulheres no trabalho acaba ficando comprometido por causa do forte mal-estar.

Mas, porque ocorre essa dor tão intensa e o que é a dismenorreia?
A dismenorreia é o processo que ocorre no organismo após ser compreendido que não há um óvulo fecundado e, por isso, o corpo se prepara para desfazer essa “preparação” para receber um possível bebê. As dores são a contração do útero eliminando todo o material que sairá como menstruação. A dor, pode ser encontrada em duas variações e intensidades:

1 – Primária: que é quando aparece até o terceiro ano após o início da menstruação e dura de 1 a 2 dias. Ela pode continuar até a menopausa.
2 – Secundária: causada por alguma doença inflamatória pélvica, endometriose ou fibrose uterina.

Ambas são importantes de serem diagnosticadas para que o tratamento com os anti-inflamatórios corretos seja oferecido, sanando a dor e o mal-estar causado. Além disso, a prática de exercícios físicos e uma boa alimentação também podem trazer benefícios para as mulheres nessa época. Quando fazemos exercícios, nosso corpo libera hormônios que podem ter efeitos analgésicos e consequentemente, de alivio das cólicas menstruais. Toda  endorfina produzida em prática esportiva, seja ela qual for, ajudam a melhorar o humor e podem amenizar inclusive as sensações da Tensão pré-menstrual – TPM. E por fim, estar em movimento acaba aumentando a temperatura corpórea o que age direto na vasodilatação irrigando melhor os tecidos e assim, elevando ainda mais aquela sensação de conforto.

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *