Você sabia que o modo de preparo pode mudar o valor nutricional dos seus alimentos?

Você sabia que o modo de preparo pode mudar o valor nutricional dos seus alimentos?

Veja aqui a influência do jeito que você prepara sua comina no valor nutritivo do alimento

 

Que é importante ter uma dieta balanceada, rica em nutrientes e saudável você já deve saber. Mas sabia que de nada adianta selecionar os melhores alimentos se eles forem preparados da maneira errada?

O modo de preparo do alimento pode influenciar significativamente no valor nutritivo. Você sabia que algumas vitaminas podem ser perdidas com altas temperaturas? Vegetais crus apresentam maior teor de nutrientes do que aqueles que passaram por processo de cozimento.

No cozimento a vapor, por exemplo, a perda é menor do que quando se mergulha o alimento em água fervente. Justamente por isso a água de cozimento pode ser utilizada para a elaboração de caldos caseiros, substituindo os caldos artificiais.

“Os nutrientes e minerais que estão no alimento podem acabar se dispersando durante o cozimento. Se você faz uma cenoura na água, por exemplo, muito do que importa nesse legume passa para a água. E se não for uma sopa, a pessoa dificilmente aproveita esse líquido na refeição”, aponta a nutricionista Muriel Bauermann Gubert, professora do curso de Nutrição da Universidade de Brasília e pós-doutorada na Yale School of Public Health.

No caso de preparações fritas, à milanesa, caramelizadas, refogadas ou ensopadas, além das perdas provenientes do aquecimento, ocorrem alterações na composição nutricional dos alimentos, principalmente devido ao acréscimo de outros ingredientes, como óleos e gorduras, que podem aumentar o valor calórico. Vale lembrar que gorduras de origem animal, como a manteiga ou gordura de porco, contêm grandes quantidades de gorduras saturadas, relacionadas ao risco de doenças.

Ao considerar esses aspectos, orienta-se dar preferência a alimentos crus na forma de saladas, cozidos (preferencialmente no vapor) ou com adição de pequenas quantidades de óleos e gorduras, açúcar e sal, de modo que os alimentos in natura ou minimamente processados sejam a base da alimentação.

Nestes casos, ainda segundo Muriel Gubert, é preciso ficar atento à higienização e limpeza. “É bem saudável consumir alguns alimentos crus, mas é preciso lavá-los muito bem”, ensina. “Melhor ainda se alguns puderem ser consumidos com a casca”, finaliza a nutricionista.

Alguns alimentos que têm melhor aproveitamento de nutrientes quando consumidos crus:

  • Frutas secas
  • Frutas e vegetais frescos
  • Sementes Grãos germinados (aveia, quinoa, trigo sarraceno e amaranto)
  • Castanhas (nozes, castanha-do-pará)
  • Legumes (beterraba, cenoura, cebola, couve-flor)
  • Alimentos orgânicos ou naturais que não foram processados
  • Algas

 

 

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *