Pré Treino e Pós Treino

Pré Treino e Pós Treino

Aprenda tudo que se deve fazer antes e depois dos exercícios físicos

 

Certa vez, quando ciclistas colombianos viajaram à França para competir pela primeira vez no famoso Tour de France, em 1984, levaram consigo um suplemento energético que nunca tinha sido visto naquelas estradas: a rapadura.

Esse alimento chamou tanta atenção que os colegas de outras equipes – e outras nacionalidades –, vendo os colombianos escalarem as montanhas “como se estivessem descendo”, começaram a pedir um pedaço dos “tijolos” que eles comiam.

A utilização do açúcar como um aliado dos ciclistas é apenas uma anedota, mas revela uma verdade bem conhecida: alimentação é essencial para os atletas, especialmente porque é a fonte de energia para a competição.

Por isso, é importante saber qual é a melhor maneira de se alimentar na hora de fazer um exercício.

O equívoco mais comum de quem se exercita é acreditar que, para melhorar fisicamente, deve-se parar de comer, o que precisa mudar é a composição corporal. Não se trata apenas de reduzir a ingestão de calorias, é necessário melhorar a qualidade e quantidade dos alimentos.

É muito importante a comida antes e depois do treinamento. Ela deve ser de qualidade e ajustada para o tipo de atividade física.

Para os nutricionistas especializados em nutrição esportiva o principal é a alimentação antes do exercício. Estima-se que um treino cardiovascular normal em uma academia gaste cerca de 900 calorias.

Por isso é aconselhável comer carboidratos complexos, como massas, arroz, batatas, pão e vegetais cerca de duas horas antes da prática. A ideia é que esse tipo de alimento é digerido rapidamente e fornece ao corpo a energia necessária para o movimento.

No entanto, muitas pessoas não possuem duas horas, especialmente na parte da manhã, para digerir um prato de macarrão ou de legumes com arroz.

Essas pessoas são aconselhadas a consumir carboidratos simples, como leite ou iogurte, que são digeridos mais rapidamente.

Frutas dão muita energia ao corpo, mas as cascas, que têm digestão demorada, devem ser evitadas.

O que você não deve comer antes de ir para a academia?

Acima de tudo, qualquer alimento que mantenha o estômago ocupado.

Duas coisas importantes: não comer alto teor de gordura ou de fibra. Esses geralmente demoram cinco ou seis horas para serem digeridos.

Pão integral, cascas de frutas e outros alimentos integrais são considerados parte do grupo.

“uando você está fazendo a digestão, o sangue se concentra nesse processo e não na necessidade de dar ao corpo o necessário para se mover. Essa combinação geralmente produz desconforto gastrointestinal durante o exercício.

Outra máxima de quem quer fazer um pré treino e um pós treino com saúde é manter uma boa hidratação, dizem os especialistas. É raro ver atletas comerem no meio de uma competição, embora em longas sessões, como uma corrida de bicicleta ou uma maratona, há desde a rapadura dos ciclistas colombianos até as bananas consumidas por vários competidores.

No entanto, há uma coisa que não pode faltar, segundo os especialistas: água. A primeira máxima do atleta é manter uma boa hidratação.

Se a atividade não dura mais de uma hora, o melhor é tomar entre meio litro e um litro de água. Nada mais.

Se durar mais tempo, então você tem que começar combinando hidratação com açúcares, que geralmente vêm em bebidas esportivas.

E apesar de existirem vários mitos sobre o que comer depois de fazer algum exercício, o garantido é que a nutrição é essencial para a recuperação física.

Para evitar ficar nesse estado de cansaço e exaustão, o ideal é consumir novamente algum tipo de carboidrato, como leite com chocolate, pão branco e alguma proteína.

É aconselhável que seja o mais rápido possível após o exercício. É ideal tentar recuperar todo o peso líquido que foi perdido durante a competição ou na academia.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *