Proteja-se da Hipotermia

Proteja-se da Hipotermia

Saiba as causas, sintomas e medidas de emergência contra a hipotermia

O verão terminou e o clima já começa a dar sinais da transição para o outono. E com a chegada do frio, muitas preocupações referentes a nossa saúde tomam conta de nossa cabeça, afinal, são muitas as doenças existentes que se agravam ainda mais com a temperatura baixa, como a bronquite e a asma.

Além da nossa saúde, o nosso corpo também sofre bastante com a queda de temperatura, podendo até entrar em congelamento ou perder mais calor do que consegue produzir, como é o caso da hipotermia. A maioria das pessoas conhece a doença de forma muito superficial, não sabendo quais são as causas que a provoca e como faz para tratá-la.

E é por isso que hoje nós do blog Tagendado vamos falar sobre  as principais causas, sintomas e medidas de emergência contra a hipotermia.

Mas afinal, o que é Hipotermia?

Os seres humanos são homeotérmicos por natureza, isto é, possuem a temperatura de seu organismo sempre constante, em torno de 37ºC, podendo ter pequenas variações nesse número (de 0,2ºC a 0,4ºC). Então, quando há uma queda muito drástica da temperatura corporal, é preciso ficar atento aos sintomas, pois pode ser hipotermia.

E o que é hipotermia?, você deve estar se perguntando.

Hipotermia é quando a temperatura central do corpo cai abaixo de 35ºC. É considerada como temperatura central a temperatura do coração, pulmão, encéfalo e órgãos esplâncnicos. Quando a hipotermia não é tratada rapidamente, pode haver algumas complicações, inclusive a morte.

As fases da Hipotermia

A hipotermia pode ser classificada em três etapas:

  • Primeira etapa
    A primeira etapa ocorre quando a temperatura corporal cai entre 1 e 2 graus. A pessoa tem arrepios, sua respiração fica mais rápida e as mãos dormentes, impedindo-a de fazer tarefas cotidianas.
  • Segunda etapa
    Na segunda etapa, a temperatura corporal reduz em 2 a 4 graus. Os arrepios são mais intensos, os movimentos ficam mais lentos e as extremidades do corpo ficam com um tom azulado. Apesar de estar consciente, a pessoa fica confusa.
    Terceira etapa
    Nesta última etapa, os arrepios cessam e surgem sinais de amnésia. O pulso cardíaco e a respiração diminuem, o que prejudica na atividade celular do indivíduo e acaba causando a morte clínica do paciente.

Saiba quais são os diferentes tipos de Hipotermia

A hipotermia pode ser classificada em três tipos: Aguda; Subaguda; Crônica.
Elas se diferenciam por conta de seu nível de gravidade. Entenda o que caracteriza cada uma abaixo.

  • Hipotermia Aguda
    Esse tipo de hipotermia é caracterizado pela perda brusca de temperatura corporal e se deve a alta exposição ao frio. A hipotermia aguda acontece porque o corpo perde muito mais calor do que é capaz de gerar.
  • Hipotermia Subaguda
    Diferente da aguda, a hipotermia subaguda tem como característica a perda gradual e em períodos mais longos da temperatura corporal.
    Hipotermia Crônica
    Como citado no começo do texto, é comum algumas doenças se agravarem nas estações mais frias do ano, o que acaba causando várias consequências, incluindo a hipotermia crônica.

O que causa a Hipotermia?

A causa maior da doença é a exposição intensa ao frio sem roupas adequadas ou a imersão completa ou parcial em água congelada. Porém, há outras causas para a hipotermia, bem como grupos de riscos mais suscetíveis a contrair a doença:

  • Crianças e idosos, pois seus corpos não possuem a habilidade de manter a temperatura corporal estabilizada
  • Pessoas com doenças mentais
  • Pessoas com problemas de álcool e/ou drogas;
  • Alguns medicamentos, como antidepressivos e sedativos

Determinadas doenças e condições também podem causar quadros de hipotermia:

  • Diabetes
  • Lesões na medula espinhal
  • Queimaduras
  • Hipotireoidismo
  • Doença de Parkinson
  • Desnutrição

Quais são os sintomas da Hipotermia?

Como a hipotermia pode ser classificada em três tipos de acordo com as condições físicas e climáticas, cada uma possui sintomas diferentes. Porém, há alguns que se assemelham entre eles.

  • Temperatura corporal abaixo de 35ºC
  • Calafrios
  • Fala difícil com voz trêmula
  • Ritmo respiratório lento
  • Pele fria e pálida
  • Perda de coordenação
  • Sensação de cansaço
  • Lentidão nos movimentos
  • Pupilas dilatadas
  • Frequência cardíaca baixa

Quais são os primeiros socorros em caso de hipotermia?

Ao perceber uma pessoa em situação de hipotermia, siga essas medidas de primeiros socorros:

Em primeiro lugar chame uma ambulância imediatamente, e enquanto espera o socorro especializado, retire a pessoa do local gelado e dê uma bebida quente a ela (não muito quente, para que não ocorra choque térmico);

Aqueça as axilas e pernas do paciente (pode ser com bolsas térmicas e cobertores);

Caso a pessoa esteja com roupas molhadas, retire-as o quanto antes, pois elas absorvem o calor do corpo, impedindo-o de se manter na temperatura adequada.

Quais são os tratamentos para a hipotermia?

A hipotermia crônica precisa de cuidados médicos e o tratamento consiste em:

  • Fluidos quentes;
  • Solução salina injetada na veia;
  • Reaquecimento do sangue;
  • Reaquecimento do corpo através de máscaras e tubos nasais.

Mas atenção, nunca se automedique ou interrompa o uso de um medicamento sem antes consultar um médico. Somente ele poderá dizer qual medicamento, dosagem e duração do tratamento é o mais indicado para o seu caso em específico.

Submit a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *